Love, where are you?
In the stars
in air
in my hands

Where, where, where
I can not see that
I can not feel that

Why?

I can not hear you
I can not prove it
I can not smell it

Why?

Love, where are you?

I can not see ...
You're inside me?
You're dead?
Are you lost?


Where are you?
I'm waiting for you
Respond to me ....

Ciúme monstro que a todos atordoa,
Leva consigo meus amores traz temores,
Sozinha por caminhar contigo!
Oh! Ciúme insolente, não é amigo ou inimigo.
É dor, sombra e um profundo dissabor.
Corrompe almas e perturba a calma,
Corrói o ser como ácido, desata os laços e esperanças.
Voz que soa baixo aos ouvidos e fala alto à alma.
Ciúme pensa que podes brincar comigo?
Pode ter-me inebriado outrora,
Já sei de teus truques!
Nem o mais potente dos ácidos a de me corromper,
Podes se esconder em meus medos ou na escuridão,
Mas encontrárei-lo e arrancarei de meu peito tuas raízes,
Enfrentarei os monstros que fizestes para perturbar-me,
Trarei luz à tua sombra e tempero para teu dissabor,
Posso tudo! O que era ciúme torna-se amor.

Tenho vivido dias de alegria
Doces sonhos...
Que sonho acordada a pensar em ti

Fez de minha alma iluminada, apaixonada
A chama antes apagada e que se pensava que jamais seria reavivada
Agora incendeia e arde em meu peito

Um coração que está a pulsar rápido como nunca
De ansiedade, de saudade,
Que deseja vê-lo, que deseja tê-lo
Conta os segundos nos quais tudo deixará de ser sonho e se tornará realidade e não apenas saudades...

Meu mundo tem sido vazio e de grande solidão
Por muito tempo tenho vagado na escuridão
Em meu coração apenas feridas e a solidão causadas por um passado de alegria,
Pois quando estava em sua companhia tudo era belo, cheio de vida e calor,
Porém não mais está aqui outro rumo tomou e já não sinto seu calor seu fervor,
Outra agora está a provar seu sabor, para mim restou apenas o terror das lembranças de um passado de felicidade que agora se transformou em grande lamento e tormento
Serei eu capaz de me livrar de tal sofrimento?
Alguém aparecerá e me acudirá de tantos lamentos?
Ouvirei uma vez mais a canção do amor ou por toda a minha vida ecoará apenas essa canção de terror e dor da perda de um grande amor?

Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am home again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am whole again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am young again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am fun again
However far away
I will always love you
However long I stay
I will always love you
Whatever words I say
I will always love you
I will always love you
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am free again
Whenever I'm alone with you
You make me feel like I am clean again
However far away
I will always love you
However long I stay
I will always love you
Whatever words I say
I will always love you
I will always love you

Composição: Robert Smith

Somos todos gado, condenados a viver do mesmo pasto
Até que fato acordem do tranze e vejam a paisagem adiante,
O por do sol em tenras cores, provem frutos de diversos sabores,
Ouçam a beleza do canto dos pássaros ou o doce som do violino,
E possam aproveitar profundamente a companhia de cada ente querido.
Até quando estaremos doentes agindo todos da mesma forma
E permitindo que outros pensem por nós?
Até quando veremos o amor banalizado? Aonde estão os sentimentos?
Estarão eles além do firmamento?
Porque temos que viver neste mundo que só oferece sofrimento?
Gostaria que este tormento fosse apenas meu pensamento. Que pudesse chegar e falar para alguém me acordar desta vida sofrida que se parece mais com um pesadelo sem solução.

Flores de várias cores com agradáveis odores
adornam o caminho da felicidade
Embora nos machuquemos nos espinhos das dificuldades a dor logo passa diante da beleza de uma manhã ensolarada observada da janela d’alma por alguém espera com calma ter paz e pede para que leve embora todo terror e traga novamente o frescor da vida mostrando-lhe que ainda existe uma saída para quem tem vontade de viver intensamente ainda que seja brevemente, pois talvez lhe aguarde um futuro grande, resplendoroso, e maravilhoso e para alcançá-lo basta seguir o aroma das flores e cuidar para não esbarrar nos espinhos que existem pelo caminho.

Sobre este Blog

Para admiradores e escritores de poesia e todos aqueles que demonstram através desta arte seus sentimentos mais profundos.

Quem sou eu

Minha foto
Única, romântica e apaixonada pela vida.

Seguidores